Navegar para Cima
Logon

 Programa de Manejo e Conservação de Ictiofauna

Os peixes têm um papel relevante no funcionamento ecológico das comunidades aquáticas, uma vez que sua interação alimentar com os diferentes componentes do plâncton, bentos e nécton é importante do ponto de vista qualitativo e quantitativo. As espécies que se prestam à exploração econômica também podem ser estratégicas nas cadeias alimentares e os fatores que afetam sua abundância estarão, de maneira indireta, refletindo-se em outros organismos para os quais estas servem de alimento, incluindo mamíferos, aves e o próprio homem. Além da importância ecológica, os peixes têm uma grande importância econômica, pois possuem diversas espécies que são fontes de alimento e lazer para população humana. Neste contexto, desenvolvemos o Programa de Manejo e Conservação da Ictiofauna, que tem como objetivo gerar impactos positivos para a diversidade de peixes presente nos reservatórios através da produção e soltura de peixes juvenis de espécies nativas, gerando também reflexos na produção pesqueira realizada pelas comunidades do entorno. Para tanto, mantemos uma Estação de Hidrobiologia e Aquicultura na usina de Salto Grande, com um laboratório para reprodução de peixes que ocupa uma área de 22 mil metros quadrados. As pesquisas são desenvolvidas em parceria com universidades. Todos os anos produzimos e soltamos 1,5 milhão de peixes entre os 10 reservatórios das usinas hidrelétricas que a empresa opera no rio Paranapanema. As solturas são realizadas em pontos estratégicos, favoráveis ao rápido crescimento das espécies e à proteção contra predadores.